Aragão: “Declarações de Moro sobre a imprensa foram cínicas”

Em entrevista ao Diário do Centro do Mundo, o ex-ministro da Justiça e integrante do Ministério Público Federal, Eugênio Aragão, afirma que "as supostas provas apresentadas foram rasteiras, documentos não assinados, declarações soltas sem comprovação. Enfim, uma balbúrdia, não um processo. As declarações de Moro ao final sobre a imprensa foram cínicas"; "Na minha opinião, desnudaram-se o circo e os objetivos canhestros dessa tal operação Lava Jato", acrescentou

Brasília - Ministro da Justiça, Eugênio Aragão, durante o lançamento do Guia de Recomendações para Atuação das Forças de Segurança Pública em Partidas de Futebol (José Cruz/Agência Brasil)
Brasília - Ministro da Justiça, Eugênio Aragão, durante o lançamento do Guia de Recomendações para Atuação das Forças de Segurança Pública em Partidas de Futebol (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista a Ribamar Monteiro no Diário do Centro do Mundo, o ex-ministro da Justiça e integrante do Ministério Público Federal Eugênio Aragão avaliou o depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sergio Moro como "pífio".

"Perguntas extensas sobre questões distantes da acusação, com um juiz impaciente em ouvir a defesa, fazendo indagações antes do Ministério Público, o que distorce o sentido da norma processual", criticou, dizendo ainda que "as supostas provas apresentadas foram rasteiras, documentos não assinados, declarações soltas sem comprovação".

"Enfim, uma balbúrdia, não um processo. As declarações de Moro ao final sobre a imprensa foram cínicas", acrescentou. "Na minha opinião, desnudaram-se o circo e os objetivos canhestros dessa tal operação Lava Jato", afirma Aragão.

Para ele, há "um grande equívoco por parte de colegas do Ministério Público quando acreditam que essa grande mídia que os apóia, agora, é sua aliada. Confundir a sua pauta com a da imprensa é um risco institucional enorme".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247