Aroeira sobre jagunço exaltado pelo governo Bolsonaro: o recado deles é ‘nós combatemos o MST’

No Dia do Agricultor, o governo Bolsonaro divulgou pelas redes sociais a imagem de um homem armado no campo com o objetivo, segundo o chargista Renato Aroeira, de amedrontar aqueles que lutam por uma distribuição mais justa de terras no Brasil. Assista na TV 247

Renato Aroeira
Renato Aroeira (Foto: Ederson Casartelli | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O chargista Renato Aroeira, em entrevista à TV 247, comentou a divulgação pelo governo Bolsonaro da foto de um homem armado no campo para comemorar o Dia do Agricultor. A imagem, depois de forte repercussão negativa, foi retirada do ar.

Para Aroeira, a intenção foi amedrontar o Movimento Sem Terra (MST) e todos aqueles que reivindicam uma mudança na distribuição de terras no Brasil. “O objetivo é dizer o seguinte: ‘nós combatemos o MST. Nós combatemos os reivindicadores todos. Aquilo que eles acham que é direito deles, nós consideramos pilantragem, ladroeira, safadeza e vamos matar’. É aquele negócio que vem escrito em filme americano: ‘quem ultrapassar pode ser morto’. É isso que eles acham”.

O chargista lembrou também que o governo federal tem forte ligação com o agronegócio, que por vezes tem seus interesses contrariados pelo MST. “Essa é a defesa de um governo que é do agronegócio. O agronegócio deve ser a única coisa que deve estar firme com o governo Bolsonaro. Afinal, o governo Bolsonaro armou os jagunços e saiu queimando floresta para facilitar o trabalho dos caras. Então foi quem sobrou com ele”.

PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email