Assim como Veja, Época também pula fora do golpe

Edição deste fim de semana da revista Época, da família Marinho, jogou a toalha do impeachment; revista chegou à conclusão de que o trio formado pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo vice Michel Temer e pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) protegerá a presidente Dilma Rousseff da ameaça do impeachment; edição de Veja também desembarcou do golpe, num indício de que os grupos de mídia oligárquicos já abandonam o senador Aécio Neves (PSDB-MG), favorecendo projetos de poder alternativos, como do governador Geraldo Alckmin e do senador José Serra

Edição deste fim de semana da revista Época, da família Marinho, jogou a toalha do impeachment; revista chegou à conclusão de que o trio formado pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo vice Michel Temer e pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) protegerá a presidente Dilma Rousseff da ameaça do impeachment; edição de Veja também desembarcou do golpe, num indício de que os grupos de mídia oligárquicos já abandonam o senador Aécio Neves (PSDB-MG), favorecendo projetos de poder alternativos, como do governador Geraldo Alckmin e do senador José Serra
Edição deste fim de semana da revista Época, da família Marinho, jogou a toalha do impeachment; revista chegou à conclusão de que o trio formado pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo vice Michel Temer e pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) protegerá a presidente Dilma Rousseff da ameaça do impeachment; edição de Veja também desembarcou do golpe, num indício de que os grupos de mídia oligárquicos já abandonam o senador Aécio Neves (PSDB-MG), favorecendo projetos de poder alternativos, como do governador Geraldo Alckmin e do senador José Serra (Foto: Aline Lima)

247 – Não foi só a revista Veja que, neste fim de semana, desembarcou do projeto golpista, liderado pelo senador Aécio Neves (leia mais aqui).

Em sua reportagem de capa, a revista Época, da família Marinho, também chegou à conclusão de que a presidente Dilma Rousseff cumprirá seu mandato até o fim.

Segundo a publicação, o trio formado pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo vice Michel Temer e pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) protegerá a presidente Dilma Rousseff da ameaça do impeachment, em razão de seus próprios interesses. Época chega a tratar as lideranças peemedebistas como a "tropa de choque" de Dilma, como se tal brigada fosse necessária.

"O equilíbrio político perseguido por esse tripé da estabilidade institucional impedirá que a ameaça do impeachment suba a rampa do Planalto", diz a reportagem de Época.

Aguardam-se, para as próximas semanas, capas sobre temas como saúde, sexo e esoterismo para as revistas da Abril e da Globo.



Ao vivo na TV 247 Youtube 247