Atirador de Suzano era fã de armas e de Bolsonaro

Os perfis nas redes sociais atribuídos a Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, indicam que ele era um amante de armas e apoiador de Jair Bolsonaro; antes do tiroteio, o jovem, que se identificava como Guilherme Alan no Facebook, publicou 30 fotos em que veste as mesmas roupas usadas no atentado, inclusive a máscara de caveira, além de imagens portando uma arma; a página foi retirada do ar nesta tarde; tragédia deixou dez mortes, incluindo as dos dois atiradores

Atirador de Suzano era fã de armas e de Bolsonaro
Atirador de Suzano era fã de armas e de Bolsonaro

247 - Os perfis nas redes sociais atribuídos a Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, um dos atiradores no massacre que deixou dez mortos na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, inclusive as dos dois autores da tragédia, indicam que ele era um amante de armas e apoiador de Jair Bolsonaro.

Antes do tiroteio, o jovem, que se identificava como Guilherme Alan no Facebook, publicou 30 fotos em que veste as mesmas roupas usadas no atentado, inclusive a máscara de caveira, além de imagens portando uma arma. A página foi retirada do ar nesta tarde.

Segundo levantamento feito pela revista Época, Guilherme curtiu, durante a campanha, postagens como a mensagem "O meu candidato é apoiado pela polícia, o seu é procurado por ela", que aparece junto a uma foto do presidente abraçado a policiais, entre diversas outras postagens da página do atual presidente. Em um, de 2018, Bolsonaro aparece comemorando o aumento da pena de prisão do ex-presidente Lula.

O adolescente também interagiu com o filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, em uma imagem em que Eduardo aparece segurando uma arma de alto calibre com a frase "Às vezes me pego pensando, por que o MST nunca invadiu minha propriedade?". A postagem é da página Bolsonaro Opressor 2.0.

Segundo a investigação, após atirar nos alunos, Guilherme Monteiro teria matado Luiz Henrique de Castro, o segundo atirador, de 25 anos, e se matado em seguida. As vítimas eram estudantes, funcionários da escola e um tio de um dos atiradores.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247