Atriz Lucélia Santos se torna embaixadora da TV BRICS

A atriz brasileira Lucélia Santos, que desempenhou o papel principal na novela Escrava Isaura, tornou-se a embaixadora de elaboração internacional da recém-criada TV BRICS (canal sobre os países membro do bloco), disse Anna Mileikova, diretora-geral do canal MKR-Media

Atriz Lucélia Santos se torna embaixadora da TV BRICS
Atriz Lucélia Santos se torna embaixadora da TV BRICS
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - A atriz brasileira Lucélia Santos, que desempenhou o papel principal na novela Escrava Isaura, tornou-se a embaixadora de elaboração internacional da recém-criada TV BRICS (canal sobre os países membro do bloco), disse Anna Mileikova, diretora-geral do canal MKR-Media.

Anteriormente, o canal de televisão brasileira Cultura, que é um dos maiores canais educacionais públicos do Brasil, havia assinado um acordo com a TV BRICS russa, que faz parte da MKR-Media, sobre troca de informações e cooperação mediática.

A edição conjunta internacional da TV BRICS consolida os principais meios de comunicação dos países membros do grupo e é uma parceira informacional permanente das cúpulas dos BRICS, com status consultivo junto ao Ministério das Relações Exteriores, à ONU e à UNESCO.

"Ela será agora a nossa embaixadora da Boa Vontade, representará nosso canal de televisão em todos os eventos relacionados aos BRICS", disse Mileikova em entrevista coletiva na segunda-feira (24).

"É uma grande honra para mim ser a embaixadora da Boa Vontade do BRICS, porque acredito realmente na amizade e na cooperação entre esses cinco países […] farei de tudo para fortalecer nossas relações e cooperação cultural", disse a atriz.

Lucélia Santos foi a personagem principal da lendária telenovela Escrava Isaura, que este ano marca 30 anos desde o seu lançamento na televisão brasileira.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247