Auler: perseguição a Lula pode ser dano irreversível à democracia

O jornalista Marcelo Auler afirma em seu blog que a perseguição a Lula em todos os níveis do judiciário é grande o suficiente para causar um dano irreparável à democracia brasileira; ele diz: “não [é] uma candidatura qualquer, mas de alguém que detêm a preferência espontânea de um quinto (...) dos eleitores”

Lula 
Lula  (Foto: Gustavo Conde)

247 – O jornalista Marcelo Auler afirma em seu blog que a perseguição a Lula em todos os níveis do judiciário é grande o suficiente para causar um dano irreparável à democracia brasileira. Ele diz: “não [é] uma candidatura qualquer, mas de alguém que detêm a preferência espontânea de um quinto (...) dos eleitores”.

“No momento em que estão prestes a entrar em suas “férias escolares”, como bem definiu em sua coluna – Esperar e receber – de quinta-feira (28/06) Jânio de Freitas, na Folha de S.Paulo, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), bem como os membros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) passam a ter amplo material para suas reflexões durante esse segundo período de ócio anual (sim, porque em janeiro eles já gozaram de férias remuneradas). Trata-se da 1ª Pesquisa CNI/IBOPE em relação às eleições deste ano.

Os dados revelam que mais de um quinto dos eleitores brasileiros – 21% -, de forma espontânea, indicam a disposição de votarem no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a presidência da República. Quase o dobro dos que lembraram, sem qualquer estímulo, de Jair Bolsonaro (11%). Dez vezes mais do que aqueles que citaram outros candidatos, como Ciro Gomes e Marina Silva, que patinam nos 2%.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247