Bajonas Teixeira: STF decidiu que há duas leis no Brasil

"Ao arquivar pedido de investigação contra o ministro Alexandre de Moraes, que teria recebido R$ 4 milhões de empresa investigada pela PF na Operação Acrônimo, o STF instituiu com toda clareza, e em definitivo, duas leis no Brasil. Agora ninguém pode mais ignorar que o que vale para Lula e para o PT, para os ex-ministros do PT, não vale para o PSDB, para os ministros de Temer e para qualquer um fora do Partido dos Trabalhadores", diz Bajonas Teixeira, colunista do Cafezinho

Brasília - O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e o presidente Interino Michel Temer durante reunião com ministros para discutir o plano para as fronteiras (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e o presidente Interino Michel Temer durante reunião com ministros para discutir o plano para as fronteiras (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)

Por Bajonas Teixeira, colunista de política do Cafezinho

STF decidiu que o Brasil tem duas Constituições Federativas e dois Códigos Penais, um vale para o PT e para Lula, e o outro para o PSDB e os demais. A lei é dupla, mas os procuradores e juízes, os recebedores  de mais de R$ 70 mil reais por mês (chegando a mais de R$ 200 mil nos contracheques com o 13º salário), que aplicam essa lei dupla, são únicos e formam uma única casta.

Ao arquivar pedido de investigação contra o ministro Alexandre de Moraes, que teria recebido R$ 4 milhões de empresa investigada pela PF na Operação Acrônimo, o STF instituiu com toda clareza, e em definitivo, duas leis no Brasil. Agora ninguém pode mais ignorar que o que vale para Lula e para o PT, para os ex-ministros do PT, não vale para o PSDB, para os ministros de Temer e para qualquer um fora do Partido dos Trabalhadores.

Leia a íntegra no Cafezinho

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247