Barbara Gancia cobra mandante de ataque ao Porta dos Fundos

Jornalista afirma que "tava na cara que os responsáveis pelo o atentado contra o Porta dos Fundos são milicianos" e cobra a identificação, além do executor do atentado, quem seria o mandante. "Outra coisa: ataque executado por máfia (que domina a cidade há anos) também pode ser classificado como terrorismo?", questionou ainda

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A jornalista Barbara Gancia cobrou pelo Twitter diligências do Judiciário para identificar quem foi o mandanto do ataque à sede da produtora do Porta dos Fundos, que produz vídeos de comédia.

"Tava na cara que os responsáveis pelo o atentado contra o Porta dos Fundos são milicianos. Resta saber a mando de quem e a troco do quê. Outra coisa: ataque executado por máfia (q domina a cidade há anos) também pode ser classificado como terrorismo?", escreveu a jornalista no Twitter.

A Polícia do Rio de Janeiro iniciou uma operação nesta terça-feira (31) em busca de suspeitos do ataque. Foram apreendidos munição, uma arma falsa, computador, uma camisa de entidade filosófica e política e R$ 119 mil.

Um deles é Eduardo Falzi Richard Cerquise, filiado ao PSL, partido de Jair Bolsonaro. Ele tem 20 ocorrências por crimes de ameaça e agressão.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247