Bloomberg vê recessão épica no Brasil e década perdida

Agência internacional do mercado econômico publica reportagem sobre as consequências devastadoras do colapso econômico e político brasileiro e aponta o aumento no número dos moradores de rua e a decomposição da infra-estrutura como "talvez os sintomas mais evidentes", mas alerta que "a queda menos visível - como o cancelamento de almoços escolares e os cortes para pesquisas médicas que salvam vidas - podem deixar seu legado mais devastador" no País

Agência internacional do mercado econômico publica reportagem sobre as consequências devastadoras do colapso econômico e político brasileiro e aponta o aumento no número dos moradores de rua e a decomposição da infra-estrutura como "talvez os sintomas mais evidentes", mas alerta que "a queda menos visível - como o cancelamento de almoços escolares e os cortes para pesquisas médicas que salvam vidas - podem deixar seu legado mais devastador" no País
Agência internacional do mercado econômico publica reportagem sobre as consequências devastadoras do colapso econômico e político brasileiro e aponta o aumento no número dos moradores de rua e a decomposição da infra-estrutura como "talvez os sintomas mais evidentes", mas alerta que "a queda menos visível - como o cancelamento de almoços escolares e os cortes para pesquisas médicas que salvam vidas - podem deixar seu legado mais devastador" no País (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A agência internacional do mercado econômico Bloomberg destaca uma "recessão épica" vivenciada pelo Brasil e vê uma "década perdida" no País.

Reportagem publicada nesta segunda-feira 21 aponta as consequências devastadoras do colapso econômico e político brasileiro e destaca que o aumento no número dos moradores de rua e a decomposição da infra-estrutura como "talvez os sintomas mais evidentes".

O texto alerta, porém, que "a queda menos visível - como o cancelamento de almoços escolares e os cortes para pesquisas médicas que salvam vidas - podem deixar seu legado mais devastador" no País.

"Milhões de brasileiros saíram da pobreza durante o governo Lula e começaram a apreciar os frutos de um estilo de vida de classe média. Hoje, a escada da estrutura socioeconômica notoriamente rígida do Brasil é inacessível para a maioria das pessoas", diz o texto.

Leia aqui em inglês.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247