"Bolsonaro acha que pode tudo", diz Merval Pereira

Para o jornalista Merval Pereira, que apoiou o golpe de 2016, Jair Bolsonaro, "não se conforma com os limites que as outras instituições lhe impõem, fruto de sua alma autoritária. Mas enquanto as instituições estiverem funcionando e puderem barrá-lo, a democracia está preservada"

(Foto: Reprodução | Carolina Antunes/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Merval Pereira, que apoiou o golpe de estado de 2016, diz em seu blog que Jair Bolsonaro  “acha que pode tudo. Já se denominou chefe supremo da PF e até a própria Constituição. Não é nenhuma das duas coisas”.

“Ele não se conforma com os limites que as outras instituições lhe impõem, fruto de sua alma autoritária. Mas enquanto as instituições estiverem funcionando e puderem barrá-lo, a democracia está preservada, apesar de todo o tumulto que ele provoca”, destaca.

Merval diz, ainda, que “Bolsonaro vive num mundo próprio, paranoico, isolado da realidade. Temos um presidente que se aproveita da pandemia para tomar atitudes unicamente para proteger os filhos e ele próprio”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247