Bolsonaro ironiza futuro ministro da Economia da Argentina

Com o habitual comportamento antidiplomático, Jair Bolsonaro tentou debochar do economista Martin Guzmán, colaborador do Prêmio Nobel Joseph Stiglitz e novo ministro da Economia da Argentina no governo de Alberto Fernández. O ex-capitão disse: "ministro da Economia da Argentina, Martin Guzmán, recomenda o livro da Laura Carvalho, economista do PSOL na última campanha"

(Brasília - DF, 30/07/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 30/07/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com o habitual comportamento antidiplomático, Jair Bolsonaro tentou debochar  do economista Martin Guzmán, colaborador do Prêmio Nobel Joseph Stiglitz e novo ministro da Economia da Argentina no governo de Alberto Fernández. O ex-capitão disse: "ministro da Economia da Argentina, Martin Guzmán, recomenda o livro da Laura Carvalho, economista do PSOL na última campanha".

A reportagem do jornal O Globo destaca que "mais cedo, Carvalho havia publicado em sua conta no Twitter uma publicação em que Guzmán elogia o livro. "Livraço. Economia brasileira e macroeconomia para todos", disse Gúzman em maio. O livro faz um balanço crítico da política econômica dos governos Lula e Dilma, entre 2003 e 2016, e foi finalista ao prêmio Jabuti."

A matéria ainda sublinha que "no Twitter, Laura Carvalho também tratou com ironia a menção do presidente ao seu livro.'O @phgfsouza (sociólogo Pedro H. G. Ferreira de Souza) ganhou o Jabuti, mas eu ganhei esse presente. E olha que nem sou do PSOL, mas não faz nenhuma diferença."

O @phgfsouza ganhou o Jabuti, mas eu ganhei esse presente. E olha que nem sou do PSOL, mas não faz nenhuma diferença. https://t.co/suwHrHq3YX
— Laura Carvalho (@lauraabcarvalho) December 7, 2019

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247