Bolsonaro será denunciado na ONU por deputados brasileiros na presença de Bachelet

Membros da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados vão ser recebidos pela alta comissária da ONU, Michelle Bachelet, informa o jornalista Jamil Chade. A reunião ocorrerá na próxima semana, quando a delegação irá à ONU para divulgar um relatório sobre as violações de direitos humanos no Brasil e também denúncias contra o presidente Jair Bolsonaro.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Membros da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados vão ser recebidos pela alta comissária da ONU, Michelle Bachelet, informa o jornalista Jamil Chade. A reunião ocorrerá na próxima semana, quando a delegação irá à ONU para divulgar um relatório sobre as violações de direitos humanos no Brasil e também denúncias contra o presidente Jair Bolsonaro.

A reportagem do portal Uol destaca que "Bachelet deixou o governo irritado ao criticar, em uma conferência de imprensa, a violência policial, alertar para a redução do espaço democrático no Brasil e atacar o desmatamento. Como resposta, o presidente fez uma apologia ao regime de Augusto Pinochet, governo que a torturou e matou seu pai."

A matéria ainda sublinha que "dias depois, em Genebra, a embaixadora do Brasil na ONU, Maria Nazareth Farani Azevedo, fez um alerta e indicou que Bachelet ou qualquer outro relator deveria primeiro procurar o governo, antes de fazer declarações sobre o país. O objetivo, segundo ela, seria o de "'evitar mal-entendidos desnecessários'."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email