Bolsonaro também criou riscos para a segurança nacional com sua submissão a Trump, diz Mello Franco

Na sua visão, o Brasil corre riscos não apenas econômicos, mas também ligados à própria segurança, uma vez que Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo colocam o país num conflito que não nos diz respeito

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Ao tomar partido dos Estados Unidos no conflito com o Irã, o Brasil afrontou sua tradição diplomática, reforçou a submissão à Casa Branca e criou riscos desnecessários à segurança nacional. O diagnóstico tem sido repetido por diplomatas e militares preocupados com a guinada da política externa sob o governo de Jair Bolsonaro", diz o jornalista Bernardo Mello Franco, em sua coluna.

"A Constituição afirma que as relações internacionais do Brasil devem se pautar pela não intervenção e pela resolução pacífica de conflitos. São princípios permanentes da República, a serem obedecidos por governantes à esquerda e à direita", lembra ainda o jornalista.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247