Capa de Veja escancara por que Lula foi preso

Assim como o Instituto Datafolha, que tirou o nome de Lula dos principais cenários pesquisados para a disputa presidencial, a revista Veja passa por cima da Justiça Eleitoral e tenta banir o ex-presidente Lula da corrida ao Palácio do Planalto; preso ilegalmente, Lula teve o nome confirmado pelo PT como candidato do partido e será registrado em agosto; capa da publicação da Abril considera até Henrique Meirelles, que tem 2% nas pesquisas, mas ignora Lula, líder em todos os cenários de intenção de voto

Assim como o Instituto Datafolha, que tirou o nome de Lula dos principais cenários pesquisados para a disputa presidencial, a revista Veja passa por cima da Justiça Eleitoral e tenta banir o ex-presidente Lula da corrida ao Palácio do Planalto; preso ilegalmente, Lula teve o nome confirmado pelo PT como candidato do partido e será registrado em agosto; capa da publicação da Abril considera até Henrique Meirelles, que tem 2% nas pesquisas, mas ignora Lula, líder em todos os cenários de intenção de voto
Assim como o Instituto Datafolha, que tirou o nome de Lula dos principais cenários pesquisados para a disputa presidencial, a revista Veja passa por cima da Justiça Eleitoral e tenta banir o ex-presidente Lula da corrida ao Palácio do Planalto; preso ilegalmente, Lula teve o nome confirmado pelo PT como candidato do partido e será registrado em agosto; capa da publicação da Abril considera até Henrique Meirelles, que tem 2% nas pesquisas, mas ignora Lula, líder em todos os cenários de intenção de voto (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A capa desta semana da revista Veja passa por cima da Justiça Eleitoral e tenta banir o ex-presidente Lula da corrida presidencial de outubro. A arte da publicação traz cartas de baralhos com alguns candidatos, considerando até o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa, cuja candidatura não foi anunciada formalmente pelo PSB, e Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda de Temer, que tem 2% nas pesquisas, mas ignora Lula.

Mesmo preso há uma semana em Curitiba, por meio de um decreto ilegal do juiz Sergio Moro, que não aguardou a conclusão dos embargos em segunda instância, Lula teve o nome confirmado pelo PT como candidato do partido ao Palácio do Planalto. A legenda não considera plano B e registrará a candidatura do ex-presidente em agosto, prazo determinado para isso.

A Veja age como o Instituto Datafolha, que foi às ruas nessa semana, após a prisão de Lula, sem o nome do ex-presidente nos principais cenários pesquisados para a disputa presidencial. O nome do petista aparecerá em três de nove cartões da pesquisa.

Pesquisa Ipsos concluída quando Lula completava o segundo dia na prisão, divulgada neste sábado 14, revela que, para 55% dos entrevistados, "a Lava Jato faz perseguição política contra Lula" e, para 73%, "os poderosos querem tirar Lula da eleição". O último índice é importante para explicar o motivo da prisão de Lula, como mostra a Veja.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao programa O Quarto Poder, com Eduardo Guimarães, que nesta sexta fez uma análise sobre a pesquisa Datafolha, que será divulgada neste domingo:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247