Comentarista que proferiu ataques racistas contra Marinho tenta se justificar: tinha grupo chamado senzala

De acordo com o comentarista Fabio Benedetti, ofensa a Marinho tratou-se de uma a referência a um grupo de Whatsapp do qual ele fazia parte com amigos

Fabio Benedetti e Marinho
Fabio Benedetti e Marinho (Foto: Reprodução | Ivan Storti/Santos FC)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após disparar agressão racista ao vivo contra o jogador do clube Santos, Marinho, o comentarista Fabio Benedetti tentou se justificar dizendo que o termo “senzala” tratou-se de uma a referência a um grupo de Whatsapp do qual ele fazia parte com amigos.

Segundo o portal UOL, em nota enviada à reportagem nesta terça-feira (4), Benedetti afirmou: "Eu participava de um grupo de WhatsApp com muitas pessoas (envolvidas no esporte ou não) e com algumas regras. Quem não as cumpria, como forma de reflexão, era mandado para um grupo paralelo que tinha o nome de 'Senzala'. Fiz questão de esclarecer isso, imediatamente, ao próprio Marinho, que prontamente aceitou as minhas desculpas."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247