Como Lula cresce? Redes sociais colocam em xeque poder da Grande Mídia, diz Kotscho

O jornalista Ricardo Kotscho diz haver "um novo ator nesta história, que é o próprio eleitor, agora com acesso a opiniões divergentes nas redes sociais, em que ele pode ser, ao mesmo tempo, emissor e receptor de informações"

Como Lula cresce? Redes sociais colocam em xeque poder da Grande Mídia, diz Kotscho
Como Lula cresce? Redes sociais colocam em xeque poder da Grande Mídia, diz Kotscho (Foto: Dir.: Stuckert)

247 - "Como pode um candidato preso há mais de quatro meses crescer nas pesquisas mesmo contra a vontade de toda a grande mídia brasileira?", questiona o jornalista Ricardo Kotscho. "Esta é a pergunta que os cientistas políticos e especialistas da TV poderiam se fazer depois de uma semana em que Lula chegou à faixa dos 40% das intenções de voto e vê os adversários se distanciando no espelho retrovisor".

Segundo Kotscho, "faz quatro anos que o ex-presidente só aparece no noticiário envolvido com denúncias da Lava Jato, detonado por reportagens, colunistas e editorialistas, anunciando todos os dias o seu fim e o do PT". "E, no entanto, já são agora obrigados a reconhecer que o PT deve ir para o segundo turno com ou sem a fotografia de Lula na urna eletrônica. O que aconteceu? Como explicar? Só encontro uma razão: nesta campanha eleitoral, pela primeira vez, as redes sociais estão colocando em xeque o poder dos grandes conglomerados de comunicação que dominavam a opinião pública", acrescenta.

O jornalista diz haver "um novo ator nesta história, que é o próprio eleitor, agora com acesso a opiniões divergentes nas redes sociais, em que ele pode ser, ao mesmo tempo, emissor e receptor de informações". "Em oposição ao pensamento único que domina a imprensa tradicional já há muitos anos, agora há milhares de blogs e sites com opiniões divergentes, que contestam as suas verdades absolutas servidas no prato feito dos vazamentos da Lava Jato", afirma. "O chamado Quarto Poder agora não é mais exclusividade de meia dúzia de impérios da notícia, que se achavam no direito de determinar os rumos do país".

Leia a íntegra no Balaio do Kotscho

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247