Covid-19 impede doação de órgãos de Rodrigo Rodrigues

O apresentador do SporTV Rodrigo Rodrigues morreu na tarde desta terça-feira (28) após complicações decorrentes do novo coronavírus

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - O médico Gabriel Massot, diretor do hospital Unimed-Rio, onde Rodrigo Rodrigues estava internado, falou sobre a morte do apresentador. De acordo com o profissional de saúde, os órgãos do comunicados não poderão ser doados devido à Covid-19.

“Nesse caso, por ser um paciente recentemente ainda na fase de convalescência da covid, não é prudente que a gente faça a doação dos órgãos”, afirmou.

Massot também afirmou que problemas vasculares começam a ser observados em pacientes de Covid-19. “Os casos de problemas vasculares têm sido observados nos pacientes nessa fase tardia, após o 15º, de pacientes com covid. Os fatores ainda estão sendo investigados, descritos. A gente tem visto sim quadros vasculares em pacientes com covid”, afirmou o médico.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247