DCM: A escandalosa troca de favores entre Temer e as revistas

Jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, questiona: "Em que outro país civilizado Temer teria resistido a acusações tão pesadas?"; e observa que "a retribuição vem — com dinheiro público", ao comentar a notícia de que Temer aumentou em 900% as verbas publicitárias destinadas às revistas; "Qual a lógica disso, investir num meio em completa decadência? A resposta só pode ser uma: favorecer os amigos"

Brasília - O presidente Michel Temer participa da cerimônia de assinatura da medida provisória do Programa de Manutenção e Geração de Empregos, no Palácio do Planalto
Brasília - O presidente Michel Temer participa da cerimônia de assinatura da medida provisória do Programa de Manutenção e Geração de Empregos, no Palácio do Planalto (Foto: Gisele Federicce)

247 - Jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, expõe a "escandalosa troca de favores entre Temer e as revistas" ao comentar a notícia de que Temer aumentou em 900% as verbas publicitárias destinadas às revistas.

"Em que outro país civilizado Temer teria resistido a acusações tão pesadas?", questiona, lembrando em seguida que "a retribuição vem — com dinheiro público". "Qual a lógica disso, investir num meio em completa decadência? A resposta só pode ser uma: favorecer os amigos".

Ele compara o "escândalo" que era feito a cada notícia de que o governo Dilma investia na mídia digital progressista. "Em seu republicanismo suicida, a administração das verbas publicitárias foi mais um dos erros que o PT cometeu. Temer está pagando para ser adulado. O PT pagou para apanhar", afirma.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247