DCM: Atitude de Hillary, ao respeitar urnas, deve ser exemplo ao Brasil

O jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, afirma que "a maior lição que as eleições americanas trouxeram para o Brasil coube num tuíte de autoria de Hillary Clinton", no qual ela reconheceu Donald Trump como "nosso presidente"; segundo Nogueira, "gestos como o de Hillary consolidam democracias, unem as pessoas, abençoam as urnas, celebram a vontade popular" e são o posto do que foi feito pelo senador Aécio Neves, que não aceitou a derrota para Dilma Rousseff em 2014, levando à sabotagem da democracia brasileira

O jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, afirma que "a maior lição que as eleições americanas trouxeram para o Brasil coube num tuíte de autoria de Hillary Clinton", no qual ela reconheceu Donald Trump como "nosso presidente"; segundo Nogueira, "gestos como o de Hillary consolidam democracias, unem as pessoas, abençoam as urnas, celebram a vontade popular" e são o posto do que foi feito pelo senador Aécio Neves, que não aceitou a derrota para Dilma Rousseff em 2014, levando à sabotagem da democracia brasileira
O jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, afirma que "a maior lição que as eleições americanas trouxeram para o Brasil coube num tuíte de autoria de Hillary Clinton", no qual ela reconheceu Donald Trump como "nosso presidente"; segundo Nogueira, "gestos como o de Hillary consolidam democracias, unem as pessoas, abençoam as urnas, celebram a vontade popular" e são o posto do que foi feito pelo senador Aécio Neves, que não aceitou a derrota para Dilma Rousseff em 2014, levando à sabotagem da democracia brasileira (Foto: Valter Lima)

247 - O jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, afirma que "a maior lição que as eleições americanas trouxeram para o Brasil coube num tuíte de autoria de Hillary Clinton".

“Donald Trump será nosso presidente. Devemos a ele uma mente aberta e a chance de liderar”, escreveu ela.

Segundo Nogueira, "gestos como o de Hillary consolidam democracias, unem as pessoas, abençoam as urnas, celebram a vontade popular" e são o posto do que foi feito pelo senador Aécio Neves, que não aceitou a derrota para Dilma Rousseff em 2014, levando a democracia brasileira a ser sabotada. 

Leia mais aqui.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247