DCM compara Barbosa a Sheherazade: "vontade de espalhar pânico"

Jornalista Kiko Nogueira sugere reconversão profissional para o magistrado: “Deixando o STF, seu lugar pode ser numa bancada do SBT, alertando a nação sobre seja lá o que se passar por sua mente delirante, alimentado pela intolerância e a raiva eterna de tudo que não pode controlar. Uma Sheherazade um pouco mais fofa”

Jornalista Kiko Nogueira sugere reconversão profissional para o magistrado: “Deixando o STF, seu lugar pode ser numa bancada do SBT, alertando a nação sobre seja lá o que se passar por sua mente delirante, alimentado pela intolerância e a raiva eterna de tudo que não pode controlar. Uma Sheherazade um pouco mais fofa”
Jornalista Kiko Nogueira sugere reconversão profissional para o magistrado: “Deixando o STF, seu lugar pode ser numa bancada do SBT, alertando a nação sobre seja lá o que se passar por sua mente delirante, alimentado pela intolerância e a raiva eterna de tudo que não pode controlar. Uma Sheherazade um pouco mais fofa” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, anunciou que deve se aposentar ainda este ano. Ele cogita carreira política, mas ainda não confirmou oficialmente.

Para o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, Barbosa poderia dividir a bancada do SBT com Rachael Sheherazade.

Ele compara a semelhança entre o juiz e a polêmica jornalista: “em ambos os casos está embutido um descrédito nas instituições, uma vontade de espalhar o pânico e a vontade de fazer justiça com as próprias mãos”.

Nogueira cita a insinuação do ministro na AP 470 de aparelhamento do Supremo pelo PT. “Deixando o STF, seu lugar pode ser numa bancada do SBT, alertando a nação sobre seja lá o que se passar por sua mente delirante, alimentado pela intolerância e a raiva eterna de tudo que não pode controlar. Uma Sheherazade um pouco mais fofa”

Leia na íntegra o artigo do DCM.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email