DCM: Datafolha confirmou que eleição sem Lula é fraude

Jornalista Joaquim de Carvalho afirma, no Diario do Centro do Mundo, que "a liderança disparada de Lula na pesquisa de intenção de voto, revelada na pesquisa Datafolha divulgada hoje, mostra o grau de desmoralização das instituições brasileiras"; "E o retrato que aparece, na eleição sem Lula, é preocupante. Resultado de um processo judicial que parte expressiva dos eleitores vê como farsa, instrumento de perseguição. E que já não tem dúvida de que a eleição sem Lula é mesmo fraude", diz

Jornalista Joaquim de Carvalho afirma, no Diario do Centro do Mundo, que "a liderança disparada de Lula na pesquisa de intenção de voto, revelada na pesquisa Datafolha divulgada hoje, mostra o grau de desmoralização das instituições brasileiras"; "E o retrato que aparece, na eleição sem Lula, é preocupante. Resultado de um processo judicial que parte expressiva dos eleitores vê como farsa, instrumento de perseguição. E que já não tem dúvida de que a eleição sem Lula é mesmo fraude", diz
Jornalista Joaquim de Carvalho afirma, no Diario do Centro do Mundo, que "a liderança disparada de Lula na pesquisa de intenção de voto, revelada na pesquisa Datafolha divulgada hoje, mostra o grau de desmoralização das instituições brasileiras"; "E o retrato que aparece, na eleição sem Lula, é preocupante. Resultado de um processo judicial que parte expressiva dos eleitores vê como farsa, instrumento de perseguição. E que já não tem dúvida de que a eleição sem Lula é mesmo fraude", diz (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Jornalista Joaquim de Carvalho afirma, no Diario do Centro do Mundo, que "a liderança disparada de Lula na pesquisa de intenção de voto, revelada na pesquisa Datafolha divulgada hoje, mostra o grau de desmoralização das instituições brasileiras". "Suas excelências insistem em dizer que Lula é corrupto. E os eleitores, através das pesquisas, se comportam como se respondessem: não acredito em vocês", diz.

Segundo o blogueiro, "curvadas para os grandes e tendenciosos veículos de comunicação, as instituições perderam a conexão com aquilo que deveria ser a sua fonte de poder: o povo. Num país que leva a sério suas instituições, Lula já teria sido destruído. Pelo intensa divulgação do processo judicial".

"E por que isso não ocorre no Brasil: por causa do carisma de Lula? Isso explica em parte. Mas é fundamentalmente pela falta de credibilidade daqueles que o acusam. A Justiça, lamentavelmente, se tornou eco do jornalismo de guerra, da intensa campanha que é feita contra o governo do PT desde 2003", acrescenta.

Jornalista acrescenta que, "sobre o cenário de segundo turno sem Lula, o índice de brasileiros que rejeitam os candidatos aumenta". "E o retrato que aparece, na eleição sem Lula, é preocupante. Resultado de um processo judicial que parte expressiva dos eleitores vê como farsa, instrumento de perseguição. E que já não tem dúvida de que a eleição sem Lula é mesmo fraude".

Leia a íntegra no DCM

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247