DCM: E se Temer vigiasse os amigos como vigia a mulher?

"Foi escalada uma equipe gigantesca de seguranças para fazer o reconhecimento e a proteção do local" onde os Temer passam o carnaval, na Base Naval de Aratu, na Bahia, destaca o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo; "E se ele tivesse com esses antigos companheiros o mesmo zelo que demonstra para com a mulher? E se eles fossem vigiados como ela? E se tivessem que apresentar o mesmo decoro?", pergunta ele

Brasília - DF 05/10/2016. Presidente Michel Temer e a Primeira-dama Marcela Temer durante cerimônia de Lançamento do Programa Criança Feliz. Foto: Beto Barata/PR
Brasília - DF 05/10/2016. Presidente Michel Temer e a Primeira-dama Marcela Temer durante cerimônia de Lançamento do Programa Criança Feliz. Foto: Beto Barata/PR (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, coloca um questionamento a Michel Temer diante de tantos escândalos envolvendo pessoas tão próximas a ele, como o melhor amigo, José Yunes, e o ministro licenciado da Casa Civil, Eliseu Padilha.

"E se Temer vigiasse os amigos como vigia a mulher?", questiona o editor do DCM, lembrando que "foi escalada uma equipe gigantesca de seguranças para fazer o reconhecimento e a proteção do local" onde os Temer passam o carnaval, na Base Naval de Aratu, na Bahia. Tudo para que os paparazzi não fotografem a mulher em trajes de banho.

"E se ele tivesse com esses antigos companheiros o mesmo zelo que demonstra para com a mulher? E se eles fossem vigiados como ela? E se tivessem que apresentar o mesmo decoro?", pergunta ele.

"Geddelzinho pode tudo, Padilha idem, inclusive levar grana por aí, Cunha é premiado com um chegado no Ministério da Justiça, Moreira recebe foro privilegiado, Jucá quer perpetuar o foro privilegiado — todos eles brincam à vontade amparados na licenciosidade de tio Michel. Marcela não", compara. Leia aqui a íntegra.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247