DCM: Gilmar preferiu Reinaldo Azevedo a Dilma

Colunista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, destaca que ministro do STF não compareceu à diplomação da presidente, nessa semana, por ter um compromisso; mas "encontrou tempo para ir à rádio Jovem Pan para dar uma entrevista a Reinaldo Azevedo e propagar sua habitual catilinária antipetista", diz o jornalista; "A mensagem é clara, apesar do português solene e oco de Gilmar: Reinaldo Azevedo, agora Reinaldo Petralha para os fãs de Bolsonaro, é mais importante que Dilma"

Colunista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, destaca que ministro do STF não compareceu à diplomação da presidente, nessa semana, por ter um compromisso; mas "encontrou tempo para ir à rádio Jovem Pan para dar uma entrevista a Reinaldo Azevedo e propagar sua habitual catilinária antipetista", diz o jornalista; "A mensagem é clara, apesar do português solene e oco de Gilmar: Reinaldo Azevedo, agora Reinaldo Petralha para os fãs de Bolsonaro, é mais importante que Dilma"
Colunista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, destaca que ministro do STF não compareceu à diplomação da presidente, nessa semana, por ter um compromisso; mas "encontrou tempo para ir à rádio Jovem Pan para dar uma entrevista a Reinaldo Azevedo e propagar sua habitual catilinária antipetista", diz o jornalista; "A mensagem é clara, apesar do português solene e oco de Gilmar: Reinaldo Azevedo, agora Reinaldo Petralha para os fãs de Bolsonaro, é mais importante que Dilma" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ministro do STF Gilmar Mendes não compareceu à diplomação da presidente Dilma Rousseff, na noite da última quinta-feira 18 no TSE, alegando ter um compromisso, mas "encontrou tempo para ir à rádio Jovem Pan para dar uma entrevista a Reinaldo Azevedo e propagar sua habitual catilinária antipetista".

A observação é de Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, que opina: "A mensagem é clara, apesar do português solene e oco de Gilmar: Reinaldo Azevedo, agora Reinaldo Petralha para os fãs de Bolsonaro, é mais importante que Dilma". Ele destaca que "a Jovem Pan, como toda a mídia tradicional, foi completamente aparelhada pela direita".

"Na entrevista a Azevedo, Gilmar Mendes fez o que vem fazendo há muito tempo: política, e não Justiça", diz Nogueira. "Na Jovem Pan, Gilmar mostrou também, fora o habitual, seu lado Pastor Everaldo. Defendeu, se foi possível compreendê-lo, o Estado mínimo. As estatais, segundo Everaldo e Gilmar, devem ser privatizadas – ao menos quando o governo é do PT", relata o jornalista. "Quer dizer: além de político, Gilmar se lança também como economista".

Leia aqui sua coluna no DCM.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247