DCM: proteção a Aécio expõe canalhice nos vazamentos da PF

Paulo Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, questiona: por que nada relacionado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), citado pelo doleiro Alberto Youssef, foi vazado pela força-tarefa da Operação Lava Jato?; "o intuito dos responsáveis pelos vazamentos – presumivelmente os policiais federais sob o comando do juiz Sérgio Moro – era ver Aécio na presidência", diz o jornalista

Paulo Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, questiona: por que nada relacionado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), citado pelo doleiro Alberto Youssef, foi vazado pela força-tarefa da Operação Lava Jato?; "o intuito dos responsáveis pelos vazamentos – presumivelmente os policiais federais sob o comando do juiz Sérgio Moro – era ver Aécio na presidência", diz o jornalista
Paulo Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, questiona: por que nada relacionado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), citado pelo doleiro Alberto Youssef, foi vazado pela força-tarefa da Operação Lava Jato?; "o intuito dos responsáveis pelos vazamentos – presumivelmente os policiais federais sob o comando do juiz Sérgio Moro – era ver Aécio na presidência", diz o jornalista (Foto: Leonardo Attuch)

247 - O jornalista Paulo Nogueira, editor do Diário do Centro do Mundo, levanta aspectos interessantes sobre os vazamentos seletivos da Operação Lava Jato.

"O caráter seletivamente canalha dos vazamentos da Lava Jato ficou claro ontem com a revelação de que Aécio tinha sido citado pelo doleiro Youssef", diz ele.

"Youssef vinculou os irmãos Neves a propinas da célebre Lista de Furnas – uma hidrelétrica estatal que alegadamente abasteceu copiosamente figurões do PSDB nos tempos em que o partido estava no poder. A existência da lista tem sido objeto de controvérsia. É inegável que as palavras de Youssef, se não bastaram para Janot recomendar que Aécio fosse investigado, reforçam a hipótese de que a lista é genuína."

Por que Aécio foi blindado, enquanto outros citados, como os também candidatos em 2014 Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Lindbergh Farias (PT-RJ), tiveram seus nomes expostos? Paulo Nogueira responde. "O intuito dos responsáveis pelos vazamentos – presumivelmente os policiais federais sob o comando do juiz Sérgio Moro – era ver Aécio na presidência".

Leia a íntegra no DCM.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247