DCM: Temer, o impopular, é também o populista que inaugura obra alheia

"Que tipo de governante, senão um populista, pronuncia algo como 'quero ser o maior presidente nordestino' do Brasil, como MT fez em Maceió?", questiona o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, um dia depois de Michel Temer ter dito à revista The Economist que prefere ser "impopular a populista"

(Sertânia - PE, 10/03/2017) Cerimônia de Abertura da Comporta do Reservatório de Campos.
(Sertânia - PE, 10/03/2017) Cerimônia de Abertura da Comporta do Reservatório de Campos. (Foto: Gisele Federicce)

247 - A negação de ser populista não casa com a agenda de Michel Temer, constata o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, ao lembra da frase dita por ele à revista The Economist: 'Prefiro ser impopular a ser populista'. 

"Fosse verdade, Michel não iria, por exemplo, à inauguração de obras que não são suas", diz o jornalista, em referência à inauguração, nesta sexta-feira 10, do Eixo Leste da transposição do rio São Francisco, na Paraíba, onde foi recebido com protesto.

"Que tipo de governante, senão um populista, pronuncia algo como 'quero ser o maior presidente nordestino' do Brasil, como MT fez em Maceió?", questiona Kiko Nogueira. "Washington Luís já havia cravado que governar é abrir estradas. O legado de Michel Temer é a ponte para o futuro que vai dar num muro. Dessa obra, curiosamente, o golpista impopular não fala", finaliza ele.

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247