Dilma rebate Estadão e nega relação com OAS

A assessoria da presidente Dilma Rousseff negou que Charles Capela de Abreu tenha sido assessor dela; o Estadão divulgou matéria na qual diz que agenda apreendida na casa de um funcionário da OAS tem registro de encontros com "assessor de Dilma"; "O Estadão erra ao afirmar, em reportagem divulgada nesta terça-feira (21) em seu site, que Charles Capela de Abreu foi assessor da presidenta Dilma Rousseff. Ele não trabalha nem nunca trabalhou diretamente com Dilma. O fato de investigadores terem apreendido na casa de um funcionário da OAS agenda com o registro de encontros do presidente da empreiteira com políticos não comprova qualquer tipo de participação e envolvimento da presidenta Dilma Rousseff", diz em nota

A assessoria da presidente Dilma Rousseff negou que Charles Capela de Abreu tenha sido assessor dela; o Estadão divulgou matéria na qual diz que agenda apreendida na casa de um funcionário da OAS tem registro de encontros com "assessor de Dilma"; "O Estadão erra ao afirmar, em reportagem divulgada nesta terça-feira (21) em seu site, que Charles Capela de Abreu foi assessor da presidenta Dilma Rousseff. Ele não trabalha nem nunca trabalhou diretamente com Dilma. O fato de investigadores terem apreendido na casa de um funcionário da OAS agenda com o registro de encontros do presidente da empreiteira com políticos não comprova qualquer tipo de participação e envolvimento da presidenta Dilma Rousseff", diz em nota
A assessoria da presidente Dilma Rousseff negou que Charles Capela de Abreu tenha sido assessor dela; o Estadão divulgou matéria na qual diz que agenda apreendida na casa de um funcionário da OAS tem registro de encontros com "assessor de Dilma"; "O Estadão erra ao afirmar, em reportagem divulgada nesta terça-feira (21) em seu site, que Charles Capela de Abreu foi assessor da presidenta Dilma Rousseff. Ele não trabalha nem nunca trabalhou diretamente com Dilma. O fato de investigadores terem apreendido na casa de um funcionário da OAS agenda com o registro de encontros do presidente da empreiteira com políticos não comprova qualquer tipo de participação e envolvimento da presidenta Dilma Rousseff", diz em nota (Foto: Valter Lima)

247 - A assessoria da presidente Dilma Rousseff negou que Charles Capela de Abreu tenha sido assessor dela. O Estadão divulgou matéria na qual diz que agenda apreendida na casa de um funcionário da OAS tem registro de encontros com "assessor de Dilma"

"O Estadão erra ao afirmar, em reportagem divulgada nesta terça-feira (21) em seu site, que Charles Capela de Abreu foi assessor da presidenta Dilma Rousseff. Ele não trabalha nem nunca trabalhou diretamente com Dilma. O fato de investigadores terem apreendido na casa de um funcionário da OAS agenda com o registro de encontros do presidente da empreiteira com políticos não comprova qualquer tipo de participação e envolvimento da presidenta Dilma Rousseff", diz texto publicado no site de Dilma.

Leia a íntegra da nota da assessoria de imprensa da presidente:

A respeito da reportagem “Agenda de encontros de Léo Pinheiro pós-Lava Jato inclui Lula, Gilberto Carvalho e assessor de Dilma”, publicada no site do Estadão, na tarde desta terça-feira, 21 de junho, a Assessoria de Imprensa da presidenta Dilma Rousseff esclarece:

Diferentemente do que aponta o texto de autoria dos repórteres Ricardo Brandt, Julia Affonso, Mateus Coutinho e Fausto Macedo, o senhor Charles Capela de Abreu não é – nem jamais foi – assessor da presidenta Dilma Rousseff. Até fevereiro de 2014, ele ocupava um cargo na Casa Civil. Jamais trabalhou diretamente com a senhora presidenta da República.

O fato de investigadores da Operação Lava Jato terem apreendido na casa de um funcionário da OAS agenda com o registro de encontros do presidente da empreiteira com políticos, incluindo o senhor Charles Capela de Abreu, não comprova qualquer tipo de participação e envolvimento da presidenta Dilma Rousseff.

Mais uma vez, uma parte da imprensa chega a conclusões precipitadas sem sequer se dar ao trabalho de procurar esta Assessoria, como recomenda as melhores práticas do jornalismo.

A ideia de que o senhor Charles Capela de Abreu ter sido ou ainda ser assessor da presidenta Dilma Rousseff é uma informação incorreta dada pela reportagem do Estadão.

ASSESSORIA DE IMPRENSA
PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247