DW Brasil: TSE recorreu às brechas da lei para evitar a justiça

"Após uma semana de julgamento intenso, o Tribunal Superior Eleitoral absolveu, por quatro votos a três, a chapa vencedora das eleições de 2014 e, com isso, livrou o presidente Michel Temer da cassação. Temer foi absolvido porque quatro dos sete ministros da corte escolheram fechar os olhos para provas de corrupção reveladas pela Operação Lava Jato. Recorreram às brechas da lei para, data venia, evitar a justiça", escreve Francis França, editora-chefe do DW Brasil

"Após uma semana de julgamento intenso, o Tribunal Superior Eleitoral absolveu, por quatro votos a três, a chapa vencedora das eleições de 2014 e, com isso, livrou o presidente Michel Temer da cassação. Temer foi absolvido porque quatro dos sete ministros da corte escolheram fechar os olhos para provas de corrupção reveladas pela Operação Lava Jato. Recorreram às brechas da lei para, data venia, evitar a justiça", escreve Francis França, editora-chefe do DW Brasil
"Após uma semana de julgamento intenso, o Tribunal Superior Eleitoral absolveu, por quatro votos a três, a chapa vencedora das eleições de 2014 e, com isso, livrou o presidente Michel Temer da cassação. Temer foi absolvido porque quatro dos sete ministros da corte escolheram fechar os olhos para provas de corrupção reveladas pela Operação Lava Jato. Recorreram às brechas da lei para, data venia, evitar a justiça", escreve Francis França, editora-chefe do DW Brasil (Foto: Romulo Faro)

247 - "Após uma semana de julgamento intenso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) absolveu, por quatro votos a três, a chapa vencedora das eleições de 2014 e, com isso, livrou o presidente Michel Temer da cassação. Temer foi absolvido porque quatro dos sete ministros da corte escolheram fechar os olhos para provas de corrupção reveladas pela Operação Lava Jato. Recorreram às brechas da lei para, data venia, evitar a justiça", escreve Francis França, editora-chefe do DW Brasil.

Ela ponderam porém, que o resultado não surpreendeu ninguém. "O resultado já era anunciado pela imprensa brasileira dias antes de o julgamento ser concluído. O que se estendeu até a noite desta sexta-feira foi apenas mais uma encenação para dar verniz de institucionalidade a um jogo de cartas marcadas."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247