"É a Constituição que assegura os militares, não o contrário", destaca Reinaldo Azevedo

Citando a nota do Ministério da Defesa, que diz que às Forças Armadas "consideram a independência e a harmonia entre os Poderes imprescindíveis para a governabilidade do País", Reinaldo Azevedo advertiu: "Fica parecendo que se não fosse a consideração das Forças Armadas, assim poderia não ser"

Reinaldo Azevedo
Reinaldo Azevedo (Foto: Reprodução/Youtube)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo lembrou que, diferentemente do discurso de Jair Bolsonaro, "é a Constituição que assegura os militares, não o contrário".

Ele se refere à nota divulgada pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, que afirma: "Marinha, Exército e Força Aérea são organismos de Estado, que consideram a independência e a harmonia entre os Poderes imprescindíveis para a governabilidade do País".

"Fica parecendo que se não fosse a consideração das Forças Armadas, assim poderia não ser", advertiu.

"Cuidado com as defesas da democracia que embutem um pensamento autoritário!", destacou ele, em seu programa "É da coisa", na Band News.



Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247