Haddad entrevista Boulos, que diz, sobre Moro: 'um juiz fazendo conluio com a acusação para prender uma pessoa'

O ex-ministro da Educação e ex-candidato à presidência da República Fernando Haddad (PT) estreou seu novo programa na internet; o primeiro convidado do “Painel Haddad” foi Guilherme Boulos, líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), que disse, sobre Moro: "um juiz fazendo conluio com a acusação para prender uma pessoa"

(Foto: Ricardo Stuckert)

247 - O ex-ministro da Educação e ex-candidato à presidência da República Fernando Haddad (PT) estreou seu novo programa na internet. O primeiro convidado do “Painel Haddad” foi Guilherme Boulos, líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), candidato à presidência pelo PSOL, professor e também filósofo. 

Boulos avaliou: "é impressionante o grau de anomia democrática hoje no Brasil, que faz com que o Lula continue preso e o Sérgio Moro continue ministro da Justiça. É sinal da crise democrática que a gente vive."

A reportagem da revista Fórum destaca momentos da entrevista: "questionado por Haddad se tem receio do crescimento do arbítrio no Brasil, ele [Boulos] respondeu: “Quem não estiver preocupado, não está entendendo o que está acontecendo, não só as lideranças de movimentos sociais, mas as lideranças políticas. Nós temos o Lula preso, como resultado de um processo arbitrário que a cada dia fica mais claro."

Boulos também analisou a reportagem do The Intercept Brasil, sobre o conluio entre procuradores e Sergio Moro: "(...) cita a relevância do escândalo das denúncias do The Intercept Brasil. “Em qualquer parte do mundo a atuação parcial de um juiz comprovada, um juiz fazendo conluio com a acusação para prender uma pessoa, atuando como conselheiro da acusação, se esse cidadão fosse ministro da Justiça em qualquer parte já teria caído."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247