Economist diz que Bolsonaro é ameaça à democracia

"Mesmo que ele não ganhe, o fato de ter chegado tão longe mostra que o centro da política está desmoronando", diz reportagem da revista britânica sobre as eleições no Brasil; "Rejeitar o Sr. Bolsonaro seria a melhor maneira de reforçá-lo", diz o texto

Economist diz que Bolsonaro é ameaça à democracia
Economist diz que Bolsonaro é ameaça à democracia

247 - Reportagem da revista britânica The Economist sobre as eleições no Brasil aponta o candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro, como um risco à democracia. "Mesmo que ele não ganhe, o fato de ter chegado tão longe mostra que o centro da política está desmoronando". Rejeitar o Sr. Bolsonaro seria a melhor maneira de reforçá-lo", coloca o texto.

"Até recentemente, ele era um congressista obscuro cujo principal talento estava causando ofensa. Em 2011 ele disse que preferiria um filho morto a um gay. Em 2014, disse de uma congressista que ele não iria estuprá-la porque ela era 'muito feia'. No ano passado, um tribunal o multou por insultar pessoas que vivem em quilombos, assentamentos fundados por escravos fugidos", descreve a revista.

A publicação ressalta que "Bolsonaro faria um presidente desastroso". "Sua retórica mostra que ele não tem respeito suficiente para que muitos brasileiros, incluindo gays e negros, governem de forma justa. Há pouca evidência de que ele entende os problemas econômicos do Brasil bem o suficiente para resolvê-los. Suas genuflexões à ditadura fazem dele uma ameaça à democracia em um país onde a fé nela foi abalada pela exposição do suborno e a miséria da crise econômica". Leia aqui em inglês.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247