Editorial da Folha: justificativa de Bolsonaro para nomear o filho é simplória

"Em sua argumentação simplória, o presidente diz que o filho seria talhado para a função por falar inglês e espanhol e interessar-se pelas relações exteriores", aponta editorial da Folha de S. Paulo

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Carolina Antunes/PR)

247 – O jornal Folha de S. Paulo, que contribuiu para o golpe de 2016, hoje também lamenta o caráter grotesco do governo de Jair Bolsonaro, que decidiu nomear o filho Eduardo, como embaixador em Washington. "Em sua argumentação simplória, o presidente diz que o filho seria talhado para a função por falar inglês e espanhol e interessar-se pelas relações exteriores", diz o editorial do jornal.

"Resta lembrar que nas democracias decisões do chefe do Executivo estão submetidas a outros crivos. Nos dois casos, o do embaixador e o do magistrado, será preciso obter o aval do Senado. Ainda que a Casa costume reiterar designações do presidente, eleva-se a possibilidade, especialmente para um governo pouco articulado no Parlamento, de resistências", aponta ainda o texto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247