Eliane lamenta absolvição por crime de quadrilha

Colunista da Folha de S. Paulo diz que reviravolta no julgamento da AP 470 é ruim para a imagem da Justiça no Brasil; “Quadrilha só serve para morros, favelas e pobres, não para engravatados que se unem para praticar atos de corrupção que prejudicam todos”

Colunista da Folha de S. Paulo diz que reviravolta no julgamento da AP 470 é ruim para a imagem da Justiça no Brasil; “Quadrilha só serve para morros, favelas e pobres, não para engravatados que se unem para praticar atos de corrupção que prejudicam todos”
Colunista da Folha de S. Paulo diz que reviravolta no julgamento da AP 470 é ruim para a imagem da Justiça no Brasil; “Quadrilha só serve para morros, favelas e pobres, não para engravatados que se unem para praticar atos de corrupção que prejudicam todos” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A colunista da Folha de S. Paulo Eliane Cantanhêde lamentou o julgamento dos embargos infringente no STF que tende a absolver condenações por formação de quadrilha.

Ela diz concordar com o relator Luiz Fux, que advertiu ontem que essa reviravolta pode ser ruim para a imagem da Justiça do Brasil no exterior, representando uma "carta branca para criminosos de colarinho branco".

“Joaquim Barbosa já tinha lançado um alerta que bate fundo na alma de uma sociedade tão historicamente injusta: desqualificar o mensalão como crime de quadrilha poderia (como poderá) criar um corte sociológico. Quadrilha só serve para morros, favelas e pobres, não para engravatados que se unem para praticar atos de corrupção que prejudicam todos”, disse.

Leia na íntegra o artigo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email