Em crise, Estadão corta coluna de Nelson Motta

Depois de enxugar cadernos e cortar dezenas de profissionais, jornal da família Mesquita reduz time de colunistas; o primeiro é Nelson Motta, que acusava internautas de relinchar

Em crise, Estadão corta coluna de Nelson Motta
Em crise, Estadão corta coluna de Nelson Motta
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A crise da mídia impressa, que tem ceifado empregos em várias redações, começa também a atingir seus colunistas. O primeiro foi Nelson Motta, que mantinha, há cinco anos, uma coluna no Estado de S. Paulo. Nesta sexta, ele anunciou sua saída com o texto "Brasil, o musical".

Recentemente, Motta polemizou com a blogosfera ao acusar internautas de relinchar (leia mais aqui) e ao defender a primazia da chamada grande imprensa no processo de formação de opinião. Agora, ele terá que buscar novos espaços para expor seus pontos de vista.

Em crise, o jornal da família Mesquita anunciou o enxugamento de seus cadernos e a demissão de dezenas de profissionais.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247