Em editorial no JN, Globo diz que “não há dois lados” quando se fere direito à saúde (vídeo)

“Quando olharmos para trás, quando nos perguntarem o que fizemos para evitar essa tragédia, cada um de nós terá sua resposta", destaca trecho do editorial lido pelo apresentadores do Jornal Nacional, William Bonner e Renata Vasconcellos

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - Em editorial lido pelos apresentadores do Jornal Nacional, William Bonner e Renata Vasconcellos, exibido neste sábado (19), a TV Globo falou sobre as 500 mil mortes por Covid-19 registradas no Brasil. “Meio milhão de vidas brasileiras perdidas. O sentimento é de horror. E de uma solidariedade incondicional às famílias dessas vítimas”, disse Bonner.

Na sequência, sem citar Jair Bolsonaro, afirmou que “é evidente que foram muitos e muito graves os erros cometidos” e que cita a "aposta insistente e teimosa em remédios sem eficácia, o estímulo frequente a aglomerações, a postura negacionista e inconsequente de não usar máscara e, o pior, a recusa em assinar contratos para compra de vacinas a tempo de evitar ainda mais vítimas fatais”.

“Quando olharmos para trás, quando nos perguntarem o que fizemos para evitar essa tragédia, cada um de nós terá sua resposta. A esmagadora maioria vai dizer com honestidade e orgulho que fez a sua parte e mais um pouco”, afirmou Renata Vasconcelos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bonner concluiu dizendo que tudo tem vários ângulos no jornalismo, mas que há exceções. “Quando estão em perigo coisas tão importante, como o direito à saúde ou o direito de viver em uma democracia. Em casos assim, não há dois lados”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email