Em editorial, o Globo diz que Bolsonaro e o filho agrediram a democracia

O jornal O Globo destacou em seu editorial que embora o vídeo onde o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do candidato de extrema direita à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), fala que para fechar o STF bastam "um soldado e um cabo", ter sido gravado há quatro meses, isso "não atenua a gravidade do ataque"; para o jornal, "pai e filho avançaram contra dois pilares da democracia: a liberdade de expressão e o Judiciário, trincheira de defesa do direito constitucional à liberdade de imprensa e todas as demais"

Em editorial, o Globo diz que Bolsonaro e o filho agrediram a democracia
Em editorial, o Globo diz que Bolsonaro e o filho agrediram a democracia (Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Abr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal O Globo destacou em seu editorial que embora o vídeo onde o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do candidato de extrema direita à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), fala que para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) bastam "um soldado e um cabo", ter sido gravado há quatro meses, isso "não atenua a gravidade do ataque". Para o jornal, "a inominável ameaça", que já era grave, tornou-se absurda, com o ataque posterior à liberdade de imprensa.

"A falta de equilíbrio, porém, também seria demonstrada por Jair Bolsonaro ao falar ao vivo, de casa, no Rio, para manifestantes apoiadores seus, reunidos domingo na Avenida Paulista, em São Paulo. Podem-se compreender excessos em discursos inflamados no final de uma campanha de eleições polarizadas como esta. Mas, para tudo, há limites. Se é inaceitável que um parlamentar ameace o Supremo com o fechamento pela força das armas — inimaginável no Brasil do Século XXI, com 30 anos vividos ininterruptamente no estado democrático de direito —, o mesmo vale para o ataque desfechado nesse discurso, por Bolsonaro, de que gostaria que o jornal "Folha de S.Paulo" desaparecesse", destaca o texto.

Para o jornal, "pai e filho avançaram contra dois pilares da democracia: a liberdade de expressão e o Judiciário, trincheira de defesa do direito constitucional à liberdade de imprensa e todas as demais".

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247