Em vídeo, Burger King critica censura a propaganda do Banco do Brasil

O Burger King divulgou um vídeo que critica a censura imposta por Jair Bolsonaro à propaganda do Banco do Brasil; sem citar diretamente a atitude de Bolsonaro em mandar tirar do ar um vídeo que destacava atores negros, a rede de fast food produz uma mensagem direta: "procura-se elenco para comercial (...) para participar, basta se encaixar nos seguintes requisitos: ter participado de um comercial de banco que tenha sido vetado e censurado nas últimas semanas. Pode ser homem, mulher, negro, branco, gay, hétero, trans, jovem, idoso"

Em vídeo, Burger King critica censura a propaganda do Banco do Brasil
Em vídeo, Burger King critica censura a propaganda do Banco do Brasil (Foto: PR | Reprodução)

247 - O Burger King divulgou um vídeo que critica a censura imposta por Jair Bolsonaro à propaganda do Banco do Brasil. Sem citar diretamente a atitude de Bolsonaro em mandar tirar do ar um vídeo que destacava atores negros, a rede de fast food produz uma mensagem direta: "procura-se elenco para comercial (...) para participar, basta se encaixar nos seguintes requisitos: ter participado de um comercial de banco que tenha sido vetado e censurado nas últimas semanas. Pode ser homem, mulher, negro, branco, gay, hétero, trans, jovem, idoso."

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "em referência ainda mais explícita à propaganda proibida por Bolsonaro, o vídeo do Burger King diz que curtir fazer selfie é opcional. E conclui: 'No Burger King, todo mundo é bem-vindo. Sempre'."

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247