Encontro de sertanejos com Bolsonaro gera reação contra fim da meia-entrada no Twitter

No Twitter, a hashtag #opinesobremeiaentrada ocupava a segunda posição entre os assuntos mais comentados no Brasil. A reação nas redes é resultado da cerimônia no Planalto, que reuniu sertanejos e produtores culturais que pediram o fim da meia-entrada

Bolsonaro
Bolsonaro (Foto: Bolsonaro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O encontro de Jair Bolsonaro com artistas e produtores culturais pediram, o fim da meia-entrada gerou reação nas redes sociais.

No Twitter, a hashtag #opinesobremeiaentrada ocupava a segunda posição entre os assuntos mais comentados no Brasil. Durante cerimônia no Planalto, o presidente da Abrape, Doremi Caramoni Júnior, reclamou da legislação que estabelece a meia-entrada.

"Meio livro não existe, meia bicicleta não existe. Não pode o Estado brasileiro intervir na economia e tomar 50% sem nenhum tipo de compensação", disse.

Nas redes, a União Nacional dos Estudantes, a UNE, publicou uma série de tuítes em que busca esclarecer sobre o direito da meia-entrada.

"A meia-entrada é uma conquista federal que garante aos estudantes uma formação mais completa fora da sala de aula. Conheça mais sobre esse direito". destaca.

"O pessoal falando que se tirar a meia entrada a concorrência vai fazer o preço a abaixar kkkkkkkk Em que mundo esse povo vive ??Pq no Brasil o que não falta é cartel dessas grandes empresas pra o preço ficarem sempre próximos e elas nunca competirem de vdd #OpineSobreMeiaEntrada", escreveu outra internauta.

"É sério isso? A gente está aqui discutindo esse assunto meses após a redação do Enem que tinha como tema justamente a democratização do acesso ao cinema, que é um dos principais intuitos da meia entrada", comentou outro internauta.

Sobrou até para os sertanejos que supostamente estavam na lista de presentes ao ato de apoio a Bolsonaro, já que o governo corrigiu a lista nesta quinta (30). "O cara mora numa casinha que a piscina parece mais um lago e tem coragem de pedir o fim do direito da minoria", escreveu uma internauta, publicando uma foto de um dos sertanejos famosos que estava na lista do Planalto.



O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247