Entidade internacional cobra do governo brasileiro o fim da perseguição a Greenwald

"O governo brasileiro deve suspender imediatamente as investigações sobre Glenn Greenwald e The Intercept Brazil", defende a Fundação da Liberdade de Imprensa. O texto publicado no site da entidade aponta que "os ataques de Bolsonaro e Moro têm crescido severamente" contra o jornalista após os vazamentos do site The Intercept

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A entidade internacional Freedom of the Press Foundation (Fundação da Liberdade de Imprensa) cobra do governo brasileiro o fim da perseguição ao jornalista estadunidense Glenn Greenwald, editor do site The Intercept, que publica vazamentos envolvendo o ministro da Justiça, Sergio Moro, e procuradores da Lava Jato.

"O governo brasileiro deve suspender imediatamente as investigações sobre Glenn Greenwald e The Intercept Brazil", defende a entidade. Texto publicado em seu site aponta que "os ataques de Bolsonaro e Moro têm crescido severamente" contra o jornalista após os vazamentos.

A instituição traz em seguida a notícia divulgada nesta terça-feira 2 pelo site O Antagonista de que a Polícia Federal pediu ao Coaf um relatório das movimentações financeiras de Glenn. A PF funciona sob o comando do ministério da Justiça, de Moro.

Glenn Greenwald reagiu à tentativa de investigação e disse que Moro age como um tirano. "Grupos de liberdade de imprensa em todo o mundo terão muito a dizer sobre isso. Enquanto você usa táticas tirânicas, eu continuarei reportando junto com muitos outros jornalistas de muitos outros jornais e revistas", afirmou, acusando o ministro ainda de "abuso de poder".

Leia o texto, em inglês, publicado no site da Freedom of the Press Foundation.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247