Ernesto Araújo espalha fake news nas redes e Nassif rebate: 'mentira!'

Questionado na GloboNews por que o governo dos EUA buscou o diálogo o presidente da República Popular da Democrática da Coreia, Kim Jong Un - que tem grande potencial nuclear -, mas não buscava o diálogo com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro - presidente do país coma as maiores reservas de petróleo do mundo -, o chanceler brasileiro Ernesto Araújo não conseguiu responder e resolveu acusar a mídia de dar tratamento diferente ao presidente norte-coreano

Ernesto Araújo espalha fake news nas redes e Nassif rebate: 'mentira!'
Ernesto Araújo espalha fake news nas redes e Nassif rebate: 'mentira!'

247 - Depois de gaguejar em uma entrevista ao vivo na GloboNews sem conseguir explicar por que o governo dos Estados Unidos sentava para negociar com o presidente da República Popular da Democrática da Coreia, Kim Jong Un, mas não buscava o diálogo com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, o chanceler brasileiro Ernesto Araújo resolveu lançar uma fake news nas redes.

Araújo disse que a mídia só passou a chamar o presidente norte-coreano de "ditador" depois que começou a negociar com Donald Trump.

"Curioso: a mídia internacional (e a nacional que a copia) só passou a chamar Kim Jong Un de ditador depois que ele começou a negociar com Trump. Antes era "o líder da Coreia do Norte" ou algo respeitoso. A mídia não é contra as ditaduras, a mídia é contra o Ocidente democrático", escreveu.

Araújo foi prontamente contestado pelo jornalista Luis Nassif: "Mentira!".

Assim como Nassif, outros internautas também responderam o ministro. "Olha essa notícia de 2013, ministro. Trump nem era presidente", apontou uma internauta, inserindo uma imagem de uma notícia do G1.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247