"Esperar sensatez de Bolsonaro é perda de tempo", diz Bernardo Mello Franco

Diante de uma crise anunciada, ele tentou empurrar a culpa da recessão para os governadores, mas a manobra parece ter fracassado, diz o jornalista

Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro
Bernardo Mello Franco e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Carolina Antunes/PR)

247 – "O presidente foi para escanteio. No momento mais crítico de seu mandato, Jair Bolsonaro fez uma opção pelo isolamento. Deu as costas à ciência, à medicina, à classe política e aos eleitores assombrados com o coronavírus", afirma o jornalista Bernardo Mello Franco, em sua coluna no Globo.

"No pronunciamento tresloucado de terça, o capitão fez um libelo contra a razão. Na contramão do mundo, atacou a política de quarentena e incentivou os brasileiros a voltarem às ruas, expondo-se ao risco de contágio. Esperar sensatez de Bolsonaro é perda de tempo, mas ele parece ter batido seu próprio recorde de irresponsabilidade", afirma ainda o colunista.

"O presidente foi à TV com um objetivo claro. Diante de uma crise anunciada, ele tentou empurrar a culpa da recessão para os governadores. A manobra parece ter fracassado. Bolsonaro não convenceu o povo, que continuou em casa, e produziu uma união de quase todos os estados contra o Planalto", escreve Mello Franco.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247