Fernando Horta: perigo é a escalada do fascismo

"Seu silêncio mata tanto quanto os fuzis do exército metralhando carros na periferia, é tão venal quanto as "piadas" de humorista fascista, é tão permissivo quanto fazer arminha com a mão", avalia o historiador Fernando Horta; "Contra o fascismo só há uma posição humana e civilizada: reagir"

(Foto: Twitter)

Por Fernando Horta  - Eu vivi para ver Aécio e Alckmin ameaçados de linchamento na Paulista lotada de fascistas que eles tinham criado.  

Eu vivi para ver o MBL e o tal Kim serem agredidos, ofendidos e ameaçados pelos fascistas nas marchas da farinha de hoje.  

Eu vivi para ver liberais e neoliberais sendo chamados de comunistas porque discordam dos fascistas e de Bolsonaro.  

Eu vivi para ver generais sendo ofendidos de "golpistas" por discordarem das insanidades do governo do miliciano.  

Eu vivi para ver a Globo e a Veja sendo atacadas e depredadas por se manifestarem contra as atitudes ditatoriais do governo dos 39 kg de coca.  

Eu vivi para ver Reinaldo Azevedo e Noblat sendo equiparados a Boulos e outros "esquerdistas defensores de bandidos".  

E tudo isto em poucos meses.  

Ainda vai querer brigar com os historiadores do século XX que falam e mostram no Brasil a escalada fascista?  

Vai querer continuar achando que está tudo bem como faz o incompetente STF?  

Vai continuar virando a cara para o aumento impressionante das mortes de negros, de população LGBT, de mulheres e nas periferias?  

Vai continuar fingindo que não vê um governador fascista dando tiros na população pobre de dentro de um helicóptero?  

Vai continuar defendendo um sistema judicial mafioso em que aqueles que tem "berço", cargos e dinheiro combinam de julgar e prender todos os que não tem?  

Se você apoia qualquer destas coisas ou se acha neutro nestas situações, você já está sendo útil ao fascismo.  

Seu silêncio mata tanto quanto os fuzis do exército metralhando carros na periferia.  

Seu silêncio é tão venal quanto as "piadas" de humorista fascista.  

Seu silêncio é tão permissivo quanto fazer arminha com a mão.  

Contra o fascismo só há uma posição humana e civilizada: reagir.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247