Flávio Bolsonaro posta foto fake em reportagem sobre ‘cura’ do coronavírus

O senador Flávio Bolsonaro compartilhou em seu perfil nas redes uma “reportagem” do site bolsonarista Senso Incomum sobre supostos casos de cura de covid-19 com uso de hidroxicloroquina. No entanto, o paciente da foto Walter nunca fez uso do medicamento

(Foto: Reprodução | Beto Barata/Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Apuração feita pela jornalista Vera Magalhães, publicado no BR Político, revelou que o senador Flávio Bolsonaro compartilhou em seu perfil no Instagram uma “reportagem” do site bolsonarista Senso Incomum sobre supostos casos de cura de covid-19 com uso de hidroxicloroquina.

"A foto que abre o texto mostra Antonia Balestra e o pai, Walter Hugo Balestra Palombo, durante uma internação na UTI humanizada do hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, no ano passado, para se tratar de complicações decorrentes de um enfisema pulmonar", destaca a jornalista.

Em uma sequência de tuítes em sua página nas redes sociais, Vera Magalhães diz que Walter não teve covid-19. "Falei com Mariana, sua filha, que está indignada com o uso criminoso da foto do pai", informou a jornalista.

Segundo ela, Walter nunca fez uso de hidroxicloroquina, o medicamento que Bolsonaro chegou a propagar como a cura do coronavírus, mesmo contra a recomendação do Ministério da Saúde, que informa que o medicamento é contra-indicado para uso sem acompanhamento médico, pelos efeitos colaterais.

Além disso, a "foto" usada para sustentar a matéria do site bolsonarista é na verdade um frame de reportagem da RBS sobre UTI humanizada.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247