HOME > Mídia

Florestan Fernandes: corrupção na ditadura foi grande. Pouca foi a divulgação

O jornalista Florestan Fernandes Júnior afirma que não foram poucos os escândalos de corrupção durante o regime militar; "Pouca foi a divulgação na mídia censurada pelo regime. O pouco que se sabia vinha das páginas dos tabloides de oposição como o Movimento. Não raro, eles eram recolhidos das bancas e seus redatores, presos. Bom lembrar também alguns dos 'honestos' parceiros políticos dos generais presidentes: Paulo Maluf, José Sarney, João Agripino, ACM, Fernando Collor, Ademar de Barros...", afirmou o jornalista em sua página no Facebook 

O jornalista Florestan Fernandes Júnior afirma que não foram poucos os escândalos de corrupção durante o regime militar; "Pouca foi a divulgação na mídia censurada pelo regime. O pouco que se sabia vinha das páginas dos tabloides de oposição como o Movimento. Não raro, eles eram recolhidos das bancas e seus redatores, presos. Bom lembrar também alguns dos 'honestos' parceiros políticos dos generais presidentes: Paulo Maluf, José Sarney, João Agripino, ACM, Fernando Collor, Ademar de Barros...", afirmou o jornalista em sua página no Facebook  (Foto: Aquiles Lins)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Por Florestan Fernandes Júnior, em seu Facebook - Só para lembrar os que já esqueceram: não foram poucos os escândalos de corrupção durante o regime militar. Pouca foi a divulgação na mídia censurada pelo regime.

O pouco que se sabia vinha das páginas dos tabloides de oposição como o Movimento. Não raro, eles eram recolhidos das bancas e seus redatores, presos. Bom lembrar também alguns dos "honestos" parceiros políticos dos generais presidentes: Paulo Maluf, José Sarney, João Agripino, ACM, Fernando Collor, Ademar de Barros...

 

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: