Folha vê Bolsonaro como megalômano

Em sua edição desta quarta, a Folha de S.Paulo faz um editorial em que critica a postura do deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência; para a Folha, reação do parlamentar de se dizer vítima de uma conspiração é risível: "impossível não notar na declaração o misto farsesco de megalomania e paranoia", diz o texto

Folha vê Bolsonaro como megalômano
Folha vê Bolsonaro como megalômano

247 - Em editorial publicado nesta quarta, a Folha de S.Paulo voltou a bater no deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência.

Confira abaixo alguns trechos do texto:

"Antes mesmo do início formal da campanha ao Planalto, o deputado Jair Bolsonaro (RJ) dá mostras preocupantes de despreparo para lidar com questões básicas do escrutínio democrático.

Fala-se aqui da reação de Bolsonaro –ou das reações, melhor dizendo– a reportagem desta Folha que descreveu como se expandiu seu patrimônio e o de seus três filhos com mandato parlamentar.

A primeira atitude foi a recusa em apresentar explicações. Ficaram sem resposta as 13 perguntas encaminhadas ao pré-candidato à Presidência na quinta-feira (4), três dias antes da publicação do relato sobre o acúmulo de imóveis pela família ao longo de sua carreira política.

O silêncio só foi rompido após a veiculação do texto, em ambiente no qual o deputado se sente confortável, o das redes sociais. "O Brasil vive a maior campanha de assassinato de reputação de sua história recente protagonizada pela grande mídia", escreveu.

Impossível não notar na declaração o misto farsesco de megalomania e paranoia, mais o surrado ataque à atividade jornalística, tão encontradiços na retórica de defesa daquele que Bolsonaro escolheu como oponente preferencial, o petista Luiz Inácio Lula da Silva."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247