Gaspari desce do muro e pede novas eleições

Ciente de que a presidente Dilma Rousseff tem gente disposta a ir para a rua defendê-la, o que dificultaria um processo de impeachment, o colunista Elio Gaspari saiu com uma proposta inusitada; "Talvez seja o caso de se pensar numa nova excentricidade: Dilma e Temer saem da frente e, de acordo com a Constituição, realizam-se novas eleições no ano que vem. Se eles quiserem, podem se candidatar", disse ele

Ciente de que a presidente Dilma Rousseff tem gente disposta a ir para a rua defendê-la, o que dificultaria um processo de impeachment, o colunista Elio Gaspari saiu com uma proposta inusitada; "Talvez seja o caso de se pensar numa nova excentricidade: Dilma e Temer saem da frente e, de acordo com a Constituição, realizam-se novas eleições no ano que vem. Se eles quiserem, podem se candidatar", disse ele
Ciente de que a presidente Dilma Rousseff tem gente disposta a ir para a rua defendê-la, o que dificultaria um processo de impeachment, o colunista Elio Gaspari saiu com uma proposta inusitada; "Talvez seja o caso de se pensar numa nova excentricidade: Dilma e Temer saem da frente e, de acordo com a Constituição, realizam-se novas eleições no ano que vem. Se eles quiserem, podem se candidatar", disse ele (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em sua coluna deste domingo, chamada A rua e o mandato de Dilma, o jornalista Elio Gaspari desceu do muro e assumiu que quer o golpe. Não pela via do impeachment, que será dificultado pelo fato de que a presidente Dilma Rousseff dispõe de povo disposto a ir à rua em defesa do seu mandato. O que Gaspari defende é a convocação de novas eleições.

"Ao contrário do que sucedeu com Fernando Collor em 1992, Dilma tem gente disposta a ir para a rua em sua defesa. Essa diferença pode levar uma questão constitucional para choques de rua. Má ideia", diz ele.

"Talvez seja o caso de se pensar numa nova excentricidade: Dilma e Temer saem da frente e, de acordo com a Constituição, realizam-se novas eleições no ano que vem. Se eles quiserem, podem se candidatar."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247