Gaspari vê o PT como partido sem discurso

E sugere que o primeiro passo para a construção de uma nova imagem seja limitar o tempo gasto falando mal dos meios de comunicação

Gaspari vê o PT como partido sem discurso
Gaspari vê o PT como partido sem discurso
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois de dez anos no poder, o PT gosta de se enxergar como o partido que mais contribuiu para a redução das desigualdades no País, incluindo milhões de brasileiros à classe média. Mas, segundo o colunista Elio Gaspari, o partido não tem mais um discurso e deveria parar de criticar os meios de comunicação. Leia abaixo:

PT, um partido em busca de um discurso

O comissariado percebeu que precisa trocar de repertório e está atrás de novos personagens

Parte da cúpula do PT se deu conta de que a defesa dos mensaleiros e a hostilidade diante das sentenças do Supremo Tribunal Federal vem custando caro ao partido. Está quebrando a cabeça para organizar um novo repertório, com administradores e ações capazes de construir uma imagem de gestores.

Nessa conta, ruínas como a Infraero são casos perdidos. Trata-se de achar algo novo. Se tudo der certo, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, poderá ajudar o serviço de reconstrução. Falta transformar sua prosa em ação. (Uma das primeiras medidas de sua administração foi interditar as barracas de comércio de uma quadra de escola de samba. Felizmente recuou.)

Suspeita-se que o modelo de marquetagem pelo qual lançam-se projetos em cerimônias no Planalto está esgotado. Com ele, as iniciativas pirotécnicas destinadas a glorificar ministros que são candidatos a governos estaduais.

Se a busca for eficaz, brilharão estrelas de tocadores de projetos que já deram resultados.

Um bom início para essa mudança poderia ser a criação de um limite no tempo que cada comissário gasta falando mal dos outros e, sobretudo, dos meios de comunicação. Algo como 15 minutos por dia. Depois disso, deveriam ser obrigados a contar o que estão fazendo para melhorar o filme.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email