George Marques cobra vazamento de áudio de Calero

"Especialista em divulgar áudios impróprios, a dúvida em Brasília é quando Sérgio Moro irá divulgar os áudios entre Calero e Michel Temer", brinca o jornalista, nas redes sociais, em referência principalmente à divulgação das conversas entre Dilma Rousseff e Lula pelo juiz de Curitiba; gravações que Marcelo Calero teria feito de Temer, Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima, porém, se ocorreram, estariam com a Polícia Federal, que é subordinada ao Ministério da Justiça, de Alexandre de Moraes

"Especialista em divulgar áudios impróprios, a dúvida em Brasília é quando Sérgio Moro irá divulgar os áudios entre Calero e Michel Temer", brinca o jornalista, nas redes sociais, em referência principalmente à divulgação das conversas entre Dilma Rousseff e Lula pelo juiz de Curitiba; gravações que Marcelo Calero teria feito de Temer, Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima, porém, se ocorreram, estariam com a Polícia Federal, que é subordinada ao Ministério da Justiça, de Alexandre de Moraes
"Especialista em divulgar áudios impróprios, a dúvida em Brasília é quando Sérgio Moro irá divulgar os áudios entre Calero e Michel Temer", brinca o jornalista, nas redes sociais, em referência principalmente à divulgação das conversas entre Dilma Rousseff e Lula pelo juiz de Curitiba; gravações que Marcelo Calero teria feito de Temer, Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima, porém, se ocorreram, estariam com a Polícia Federal, que é subordinada ao Ministério da Justiça, de Alexandre de Moraes (Foto: Gisele Federicce)

247 - Depois da notícia de que o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero teria gravado Michel Temer, Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima pressionando-o para interferir em uma obra embargada em Salvador, em favor de Geddel, o jornalista George Marques cobra o vazamento do áudio.

"Especialista em divulgar áudios impróprios, a dúvida em Brasília é quando Sérgio Moro irá divulgar os áudios entre Calero e Michel Temer", brinca o jornalista, nas redes sociais, em referência principalmente à divulgação das conversas entre Dilma Rousseff e Lula pelo juiz de Curitiba.

Caso tenham sido realmente feitas, as gravações de Calero devem estar, no entanto, com a Polícia Federal, que ouviu seu depoimento sobre o caso, e é subordinada ao Ministério da Justiça, de Alexandre de Moraes.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247