Glenn vê indícios fortes de crime de Bolsonaro em vídeo de reunião ministerial

"Tem indícios, sem provas. Tem indícios fortes e evidências fortes", ressaltou o jornalista Glenn Greenwald, responsável pela Vaza Jato

Glenn Greenwald
Glenn Greenwald (Foto: Marcos Corrêa/PR | Marcos Oliveira/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  O jornalista Glenn Greenwald, responsável pela Vaza jato, disse ao UOL que o vídeo da reunião ministerial que veio à tona na última sexta-feira (22) mostra indícios fortes de cometimento de crime por parte de Jair Bolsonaro. 

Greenwald comparou Bolsonaro ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. "Tem indícios, sem provas. É interessante porque o Bolsonaro gosta de copiar o Donald Trump. Tinha controvérsia bem parecido. Em 2017, Trump demitiu o diretor da FBI [equivalente à Polícia Federal dos EUA] quando tinha investigação da campanha presidencial do Trump. O presidente dos EUA tem o direito de demitir o diretor do FBI quando quiser? Tem sim, mas tem que ter um motivo válido. Se o motivo do Trump fosse para obstruir a justiça, isso é um crime. Para mim, é a mesma pergunta: o presidente Bolsonaro tem o direito de trocar do diretor da PF a hora que quiser? Se o motivo fosse para blindar seus filhos, aliados, isso é motivo corrupto, criminoso".

Glenn ressalta ainda que não há, no vídeo, provas de que Bolsonaro interferiu politicamente na Polícia Federal, e sim "indícios fortes". "Isso se tornou um crime. Dentro da reunião, ele não disse explicitamente que está fazendo isso para obstruir a Justiça, mas deixa mais ou menos claro que a preocupação dele era proteger seus filhos e amigos. Ele disse isso claramente. Para mim, tem provas de crime? Não, mas tem indícios fortes e evidências fortes".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247