Globo defende doações privadas a campanhas

Editorial desta sexta-feira afirma que proibir o financiamento privado em campanhas eleitorais "é o mesmo que investir quixotescamente contra moinhos de vento", pois é "ilusório imaginar que deixará de ser encontrada uma forma de o dinheiro continuar a fluir"; ação, proposta pela OAB, está sendo julgada pelo Supremo Tribunal Federal

Editorial desta sexta-feira afirma que proibir o financiamento privado em campanhas eleitorais "é o mesmo que investir quixotescamente contra moinhos de vento", pois é "ilusório imaginar que deixará de ser encontrada uma forma de o dinheiro continuar a fluir"; ação, proposta pela OAB, está sendo julgada pelo Supremo Tribunal Federal
Editorial desta sexta-feira afirma que proibir o financiamento privado em campanhas eleitorais "é o mesmo que investir quixotescamente contra moinhos de vento", pois é "ilusório imaginar que deixará de ser encontrada uma forma de o dinheiro continuar a fluir"; ação, proposta pela OAB, está sendo julgada pelo Supremo Tribunal Federal (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O jornal O Globo defende, em editorial nesta sexta-feira 13, o financiamento de empresas privadas em campanhas eleitorais. "Proibir a contribuição de empresas para campanhas e partidos é o mesmo que investir quixotescamente contra moinhos de vento", começa o texto.

De acordo com o veículo da família Marinho, "é ilusório imaginar que, sendo as pessoas jurídicas as grandes fontes de financiamento da vida política — e não apenas no Brasil —, deixará de ser encontrada uma forma de o dinheiro continuar a fluir. Ela até já existe: o caixa dois".

A solução, afirma o jornal, "é tornar eficientes os sistemas de fiscalização, punir o "conta-suja" (fraudador na prestação de contas), dar total transparência às doações e aos gastos, venha o dinheiro de pessoas físicas ou jurídicas". O fim do financiamento privado é uma proposta da OAB e está sendo julgada pelo STF.

A íntegra do editorial pode ser lida aqui.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email