Globo: Janot não revisou e está desconfortável com denúncia contra Lula

Quem afirma é o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo; segundo ele, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, soube na véspera da denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Lula, mas não do seu teor, e nem pôde revisar a peça, que tem sido criticada por juristas e pela Ordem dos Advogados do Brasil; na denúncia, os procuradores da Operação Lava Jato acusam Lula de ser o "comandante geral" de todo o esquema de corrupção na Petrobras, descoberto na investigação de Curitiba

Quem afirma é o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo; segundo ele, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, soube na véspera da denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Lula, mas não do seu teor, e nem pôde revisar a peça, que tem sido criticada por juristas e pela Ordem dos Advogados do Brasil; na denúncia, os procuradores da Operação Lava Jato acusam Lula de ser o "comandante geral" de todo o esquema de corrupção na Petrobras, descoberto na investigação de Curitiba
Quem afirma é o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo; segundo ele, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, soube na véspera da denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Lula, mas não do seu teor, e nem pôde revisar a peça, que tem sido criticada por juristas e pela Ordem dos Advogados do Brasil; na denúncia, os procuradores da Operação Lava Jato acusam Lula de ser o "comandante geral" de todo o esquema de corrupção na Petrobras, descoberto na investigação de Curitiba (Foto: Ana Pupulin)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, não revisou a denúncia apresentada pelos procuradores da força-tarefa da Lava Jato contra o ex-presidente Lula e agora está desconfortável.

Quem afirma é o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Segundo ele, Janot soube na véspera da peça do MPF, mas não do seu teor, e nem pôde revisar o documento, que tem sido criticado por juristas e pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O alvo principal das críticas é o discurso do procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa. Na opinião de juristas e advogados, houve muito retórica e poucas evidências, além do teor político da fala.

Os procuradores da Lava Jato denunciam Lula de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do apartamento no Guarujá, e de ser o "comandante geral" de todo o esquema de corrupção na Petrobras, descoberto na investigação de Curitiba.

Leia a nota de Lauro Jardim:

Janot não revisou denúncia de colegas em Curitiba; PGR desconfortável

Causou desconforto na cúpula da Procuradoria-Geral da República, em Brasília, o tom da coletiva dos colegas de Brasília no anúncio da denúncia de Lula. Acharam exagerado.

Rodrigo Janot foi avisado na véspera de que ocorreria a denúncia e que haveria uma entrevista coletiva, mas não revisou em momento algum o documento nem analisou antes se havia materialidade para a denúncia.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email